POR UMA ESCRITA INDÍGENA: Meu ser, minha voz, minha autoria

Resumo

O texto faz um convite a uma reflexão acerca da produção de autoria indígena tendo como ferramenta a escrita, um chamamento para que pensemos a escrita indígena como instrumento de resistência, por meio da qual as vozes dos povos subalternizados se auto representem, não mais prendendo-se aos agenciamentos silenciadores. Faz uma exortação quanto ao potencial de militância dos escritos e produções indígenas e sobre a importância de seu papel para a divulgação dos saberes ancestrais dos diversos povos, através de sua voz-práxis-autoral, indo de encontro aos discursos que, historicamente, criaram a imagem do índio genérico, romântico e preso ao passado.


 

Biografia do Autor

Adriana Barbosa Pesca

Especialista em História da Cultura Afro-brasileira e africana (FACSA).  Estudante de Mestrado de Ensino e Relações Étnico-Raciais-PPGER, UFSB – Universidade Federal do Sul da Bahia.

Alexandre de Oliveira Fernandes

Doutor em Ciências da Literatura (UFRJ); Professor de Língua Portuguesa e Literatura do IFBA; professor permanente do Programa de Pós-graduação em Relações Étnicas e Contemporaneidade/PPGREC/UESB/Jequié; professor permanente no Programa de Pós Graduação em Ensino e Relações Étnico-Raciais – PPGER, da Universidade Federal do Sua da Bahia – UFSB.

Edson Kayapó

Doutor em Educação: História, Política, Sociedade (PUC-SP).  Professor efetivo do Instituto Federal da Bahia (IFBA), Porto Seguro, Bahia.

Referências

BAKHTIN, Mikhail. Para uma filosofia do ato. Tradução de Carlos Alberto Faraco e Cristóvão Tezza, 1993. Texto completo da Educação americana. p. 92

CESAR, América Lúcia Silva. Lições de Abril: A construção da autoria entre os Pataxó de Coroa Vermelha. Salvador: Editora Edufba, 2011. p. 85-92.

DORRICO, Júlie. DANNER, Leno Francisco. CORREIA, Heloísa Helena Siqueira. DANNER, Fernando (Orgs). Literatura Indígena Brasileira Contemporânea, Criação, Crítica e Recepção. Porto Alegre, RS. Editora Fi, 2018.

FERREGUETT, Cristhiane. Relações dialógicas em revista infantil: processo de adultização de meninas. 2014. 243f. Tese (Doutorado em Letras) – PUCRS, Porto Alegre, 2014.

FOCAULT, Michel. O que é o autor. Fevereiro de 1969

SPIVAK, Gayatri Chakravorty. Pode o Subalterno Falar? Belo Horizonte: Editora UFMG, 2010.
Publicado
2020-12-24
Como Citar
PESCA, Adriana Barbosa; FERNANDES, Alexandre de Oliveira; KAYAPÓ, Edson. POR UMA ESCRITA INDÍGENA: Meu ser, minha voz, minha autoria. Revista PINDORAMA, [S.l.], v. 11, n. 1, p. p. 187-201, dez. 2020. ISSN 2179-2984. Disponível em: <https://publicacoes.ifba.edu.br/index.php/Pindorama/article/view/830>. Acesso em: 06 maio 2021.

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##

##plugins.generic.recommendByAuthor.noMetric##