A ilusão do sujeito: uma fronteira entre ser/não ser ‘um escolhido’

Autores

  • Edite Luzia de Almeida Vasconcelos Especialização em Letras e Linguística: Leitura e Produção de Textos. Mestrado em Letras e Linguística (Análise do Discurso). Doutorado em Letras e Linguística (Análise do Discurso).Professora do IFBA, Campus Salvador, Departamento I, Coordenação de Linguagens Salvador, Bahia, Brasil

Resumo

Neste artigo, examina-se a separação imposta pelo sujeito para demarcar os limites do que ele considera sagrado no tipo de trabalho que exerce ou gostaria de exercer, a partir da análise discursiva dos pronomes você e a gente. Esse forma de funcionamento identificada ao discurso do sujeito opera a separação, sob a fórmula ser/não ser e isso produz o apagamento de outros sentidos.

Downloads

Publicado

2018-02-05