UMA ANÁLISE DO CONTO MARABÁ PERTENCENTE AO LIVRO A MÁQUINA DE SER: RESPALDOS DE IDENTIDADES NA ESCRITA DE JOÃO GILBERTO NOLL

Resumo

Este artigo consiste na análise de um dos contos que compõe o livro cujo título é A máquina de ser, de João Gilberto Noll, publicado em 2006, na perspectiva da identidade. Com a base teórica de estudiosos acerca dessa temática, há respaldo para uma discussão sobre a identidade dos indivíduos que Noll nos apresenta no conto Marabá, um dos vinte e quatro contos que formam o livro. Como forma de constituir, a identidade faz com que o indivíduo construa uma relação com o meio, o espaço, o tempo e os demais membros que os cercam, sedimentando uma identidade que ora está fixa e ora encontra-se em processo de modificação, já que o indivíduo possui diferentes identidades em diferentes momentos nessa narrativa.

Referências

DIAS, Rafaela Cyrino Peralva. Resenha: modernidade e identidade. Psicol. Soc., Porto Alegre, v. 17, n. 3, pág. 87-88, dezembro de 2005. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-71822005000300013&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 17 dez. 2020.

GIDDENS, A. Modernidade e identidade. Rio de Janeiro: Jorge Zahar. 2003.

HALL, Stuart. A identidade cultural na pós-modernidade. Rio de Janeiro: DPA, 2000.

NOLL, João Gilberto. A máquina de ser. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2006.
Publicado
2020-12-31
Como Citar
SILVA, Carmelinda Carla Carvalho e. UMA ANÁLISE DO CONTO MARABÁ PERTENCENTE AO LIVRO A MÁQUINA DE SER: RESPALDOS DE IDENTIDADES NA ESCRITA DE JOÃO GILBERTO NOLL. ENLACES - Revista de Estudos Linguísticos e Literários, [S.l.], v. 1, n. 1, p. 180-191, dez. 2020. ISSN 2675-9810. Disponível em: <https://publicacoes.ifba.edu.br/index.php/enlaces/article/view/805>. Acesso em: 06 maio 2021.
Seção
ARTIGOS